30/03/2017

[ SORTEIO ] Crave a Marca

Olá pessoinhas!
Hoje trago um sorteio maravilhoso em parceria com a nossa querida Editora Rocco. Vamos sortear o livro CRAVE A MARCA da linda Veronica Roth mesma autora da série DIVERGENTE. Espero mesmo que vocês goste. Não deixem de participar e colocar os dados certinho.


São apenas 2 regras obrigatórias e uma delas é você colocar um e-mail válido, sério genteeee, tá muito fácil. Cumprindo as duas regras obrigatórias outras extras serão destravadas automaticamente e vocês terão ainda mais chances de ganhar.

REGRAS: Para participar é mega fácil, só tem duas entradas obrigatórias, que são as primeiras e o restante é extra (o que significa que você vai ter mais chances de ganhar!)

a Rafflecopter giveaway

ATENÇÃO!!!

27/03/2017

[ RESENHA ] O Julgamento de Gabriel #2

Título: O Julgamento de Gabriel #2
Autor: Sylvain Reynard
Páginas: 384
Editora: Arqueiro
Estrelas: 5/5
Eles estão vivendo uma paixão arrebatadora. Mas muitas pessoas são contra esse amor. Gabriel Emerson e Julia Mitchell se conheceram há muito tempo, quando ela ainda era adolescente, numa noite mágica e confusa. Mas, apesar de todo o sentimento que nasceu entre eles, no dia seguinte seus caminhos se separaram. Anos depois eles se reencontraram quando Julia começou o mestrado na Universidade de Toronto. Gabriel era um professor enigmático, sedutor e muito arrogante que a atormentava e perseguia. No entanto, o que mais fazia Julia sofrer era ele não se lembrar dela. Mas nem mesmo o insensível Gabriel é capaz de resistir à profunda conexão que existe entre eles e logo os dois embarcam numa tórrida paixão proibida. Com o fim do semestre e do curso ministrado por Gabriel, eles deixam de ser professor e aluna e enfim estão livres para viver seu amor. Ou pelo menos era o que pensavam. Após uma viagem romântica para a Itália, durante a qual Gabriel ensina a Julia todos os mistérios do prazer e, em troca, aprende com ela o significado do amor verdadeiro, os dois veem seus sonhos ameaçados. Duas denúncias junto ao Comitê Disciplinar da Universidade põem em risco o emprego de Gabriel e a carreira brilhante e promissora de Julia. Será que o professor vai ceder às ameaças ou irá lutar até o fim por sua amada? Será que essa paixão conseguirá resistir a um julgamento implacável? Na apaixonante sequência de O inferno de Gabriel, Sylvain Reynard constrói uma bela história de amor, da qual os leitores jamais se esquecerão.
 

* Essa Resenha pode conter spoiler do primeiro livro.

Após a noite linda, romântica e intensa pela qual os dois amantes ansiaram por tanto tempo, Gabriel desperta primeiro e permanece sentado em sua cama, lendo um jornal a espera do despertar de sua amada. Até que Julia começa a se contorcer e gritar pelo seu nome em um pesadelo. Ele tenta acalmá-la e espera pacientemente até que ela lhe conte o sonho. Julia não suporta a ideia de perdê-lo outra vez, ainda mais agora que compartilharam não apenas um momento, que para os dois foi tão íntimo como também, pelo qual Julia tanto sonhava desde que o havia conhecido. Gabriel não pode culpá-la por seus medos, por causa da primeira vez que se conheceram e ele a havia abandonado no dia seguinte.

Mas agora é diferente, ele a ama e não irá abandoná-la nunca mais. Os dois começam a conversar e não apenas as inseguranças de Julia como as de Gabriel começam a surgir em suas mentes. Principalmente quando Paulina, a mulher pela qual Gabriel tem uma história super complicada e triste, liga interrompendo os dois.

Depois de relembrar a noite romântica e intensa que tiveram, Julia também começa a pensar nas mulheres com quem ele dormiu antes dela e sente ciúmes, querendo se precaver caso algum dia ele a trocasse por outra mulher. Por conta de sua insegurança, Julia pensa que a noite talvez não tenha sido tão perfeita para ele quanto foi para ela, pela sua falta de experiência. Fazendo-a se lembrar de Simon, seu ex namorado cruel e insano, que dizia que ela era frígida e seria péssima de cama.

Gabriel lhe compra um lindo buquê de Lírios e escreve um cartão super romântico que a faz relaxar imediatamente em relação à satisfação dele na noite passada. Gabriel fica surpreso com seus medos e trata de tranquilizá-la. Pois a desejava loucamente e não havia nada que ela fizesse que pudesse deixá-lo insatisfeito. Ele também lhe conta, com certa relutância, como foi perder a virgindade e o quão ruim ele havia tratado a garota após o ato. Mas com Julia foi totalmente diferente, ela era sua amante, sua Beatriz pela qual ele sempre sonhara reencontrar. E assim, os medos se esvaem e o casal troca beijos e carinhos até fazerem amor na varanda.

"Você é uma prova da existência de Deus."

Julia estava lendo seus e-mails no Mac book de Gabriel e encontra um email divertido de Rachel e até um pouco pessoal demais, já o de Paul a havia deixado incomodada e ela começa a pensar que Gabriel havia aprovado a tese de Christa apenas por ela o estar chantageando. Julia ignora o resto dos e-mails e após ver Gabriel em todo o seu físico perfeito com a toalha presa em sua cintura, ela se esquece de seus problemas imediatamente.


A noite chega e Julia está linda com o vestido novo e as joias de Grace, assim como Gabriel, que estava maravilhoso com seu terno novo da sua alfaiataria italiana preferida. Os dois estavam prontos para irem à Galleria degli Uffizi, onde Gabriel daria sua palestra. Julia lhe dá uma gravata de presente que combinava perfeitamente com seu vestido e que ele rapidamente substitui a gravata que iria usar.

Chegando lá, o assistente pessoal do anfitrião dottore Vitale, por algum motivo fica irritado e muito incomodado por vê-los juntos, felizmente, isso não impede que Gabriel a mantenha mais perto dele até a hora da palestra. Gabriel é apresentado a pessoas importantes enquanto Julia estava sentada na primeira fileira. Ela o admirava com orgulho e excitação pelo efeito que seus olhos e físico causavam nela. Principalmente na palestra, onde ele não parava de encará-la enquanto apresentava no Power Point as musas de Botticelli. Julia corava e se remexia na cadeira enquanto a voz de Gabriel ficava grave de excitação e paixão pela sua amada.

Enquanto Gabriel não ia ao seu encontro, Giuseppe Pacciani, um professor Universitário de Literatura surge e começa a conversar com Julia, com bastante interesse e enquanto lhe mostrava os quadros do Museu, a olhava de cima a baixo com desejo. Julia começa a ficar nervosa e se desvencilha dele, mas não antes dele tocar seu cabelo e de Gabriel aparecer, assistindo toda a cena com vontade de praticamente matar Pacciani. Gabriel a retira de perto dele rapidamente, levando-a pelo braço sem se importar com as pessoas que o encaravam, e a leva para um canto escuro do Museu. Com um pouco de raiva por conta do ciúme e com um forte desejo de possuí-la ali mesmo, cujo ato ela nunca tinha visto a ponto de assustá-la e excitá-la ao mesmo tempo. Ela o enlouquecia e só de pensar nela com outro homem o deixava com raiva, ele a amava e não a deixaria escapar nunca.

" Amarei você para sempre, Julianne, quer você me ame ou não. Este é o meu Paraíso. E o meu Inferno." 

Mas há muitas pessoas que não estão nem um pouco felizes com o relacionamento dos dois, ou melhor, se essa pessoas descobrirem, o futuro de Gabriel e Julia pode não existir mais. Como a visita de Paulina, o amor ainda não esquecido de Paul por Julia e principalmente o ódio de Christa Peterson por Julia, desde o dia em que Gabriel a havia humilhado na Starbucks por tratar Julia muito mal. Christa jurou se vingar.

O segundo volume é um pouco mais curto do que o primeiro, pois mesmo estando juntos, Gabriel e Julia não podem oficialmente assumir seu relacionamento por conta da Universidade. Por isso, a história se baseia ao mesmo tempo nos medos e inseguranças dos personagens e se eles irão confiar um no outro para que o relacionamento dê certo. Mas também não deixa de conter muitos momentos românticos e intensos. A mudança dos personagens foi necessária e fez com que o amor que sentiam um pelo outro se tornasse mais forte. É um romance leve e envolvente que me deixou super ansiosa pelo terceiro e último volume dessa trilogia.

25/03/2017

[ TOP 5 ] Como se Livrar da Ressaca das Palavras Miúdas

Olá leitores,
Recentemente tive uma ressaca literária ruim porque a vida não facilita né e ainda estou limpando a danada do meu organismo, como o amontoado de palavras de livro nenhum me instigavam acabei me interessando por um quadrinho e a partir dele li outros.

Assim vou deixar aqui algumas dicas de leituras rápidas e divertidas, porque não quero vocês trancados o tempo todo no quarto tentando sair dessa crise enquanto poderiam sair pra tomar sorvete com os amigos ou participar daquele churrasco na laje com a família barulhenta ou assistir só mais uma temporada de uma série viciante qualquer (Protesto o aumento da Netflix - Governo sem vergonha!).

DICAS DA THAISE

Segue as dicas desde o reflexivo ao humor ácido ao fofo-divertido: 

Retalhos - Craig Thompson (Companhia das Letras)
Uma das graphic novels mais premiadas dos últimos tempos, Retalhos é um relato autobiográfico da vida no Meio Oeste americano. Thompson retrata sua própria história, da infância até o início da vida adulta, numa cidadezinha de Wisconsin, no centro dos Estados Unidos, que parece estar sempre coberta pela neve. Seu crescimento é marcado pelo temor a Deus – transmitido por sua família, seu colégio, seu pastor e as trágicas passagens bíblicas que lê -, que se interpõe contra seus desejos, como o de se expressar pelo desenho. Ao mesmo tempo Thompson descreve a relação com o irmão mais novo, com quem ele dividiu a cama durante toda a infância. Conforme amadurecem, os irmãos se distanciam, episódio narrado com rara sensibilidade pelo autor. Com a adolescência, seus desejos se expandem e acabam tomando forma em Raina – uma garota vivaz, de alma poética e impulsiva, quase o oposto total de Thompson – com quem começa a relação que mudará a visão que ele tem da família, de Deus, do futuro e, enfim, do próprio amor. Retalhos traz as dores e as paixões dos melhores romances de formação – mas dentro de uma linguagem gráfica própria e extremamente original.

24/03/2017

[ RESENHA ] O Inferno de Gabriel #1

Título: O Inferno de Gabriel #1
Autor: Sylvain Reynard
Páginas: 512
Editora: Arqueiro
Estrelas: 5/5
A salvação de um homem. O despertar da sexualidade de uma mulher.Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites.O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados.Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer.Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir.Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível.
 



Mesmo sendo filha única, Julianne Mitchell desde sua infância nunca teve pais amorosos e gentis. Sua mãe, Sharon Mitchell era alcoólatra e desde que se separou de seu pai, Tom Mitchell, estava sempre com um homem diferente todas as vezes que Julia ia visitá-la. Já Tom, nunca estava em casa, pois trabalhava como zelador na Universidade de Susquehanna e também era chefe dos Bombeiros do distrito de Selinsgrove, cidade onde moravam, na Pensilvânia.

Mas Julia nem sempre esteve sozinha, pois sua melhor amiga, Rachel Clark, e sua família sempre a acolheram. A mãe de Rachel, Grace Clark, sempre a amou como se fosse sua própria filha principalmente após Sharon falecer. Porém, também havia uma pessoa em especial de quem ela sempre ouviu falar muito bem, até roubou uma foto sua no quarto da amiga para olhá-la sempre que quisesse, ansiando conhecê-lo um dia. O irmão adotivo de Rachel, Gabriel Owen Emerson.  E quando ela tinha 17 anos, esse dia finalmente chega quando Grace a convida para um jantar, e mesmo após um acontecimento muito ruim, Julia o encontra no quintal dos Clark e sente que Gabriel não é apenas um homem lindo de 27 anos com problemas internos, mas também era doce, gentil e atencioso.

  "– Você é Beatriz.
  – Beatriz?
 – Beatriz, de Dante.
Ela ficou vermelha.
– Não sei quem é.
Gabriel deu uma risadinha, seu hálito quente contra o rosto dela enquanto esfregava o nariz em sua orelha.
– Eles não lhe contaram? Não disseram que o filho prodígio está escrevendo um livro sobre Dante e Beatriz?
Quando Julia não respondeu, ele levou os lábios até o topo de sua cabeça e pousou um beijo suave em seus cabelos.
– Dante era um poeta. Beatriz era sua musa. Ele a conheceu quando ela era muito jovem e a amou a distância a vida inteira. Beatriz foi quem o guiou pelo Paraíso.
Julia estava com os olhos fechados ouvindo sua voz, inalando o perfume que emanava da pele dele. Ele cheirava a almíscar, suor e cerveja, mas Julia ignorou essas distrações e se concentrou no perfume próprio de Gabriel, algo muito masculino e potencialmente perigoso."

Levando-a para o pomar onde ele lhe dera o seu primeiro beijo, onde ficaram deitados e abraçados enquanto ele lhe contava a história sobre Dante e Beatriz. Mas além de Julia ficar encantada pela história de amor dos dois, ela percebe que Gabriel a havia conquistado de uma maneira que nenhum rapaz jamais iria conseguir. Ela já estava apaixonada, assim como ele. Contudo, o amor pelo qual Julia sempre sonhou termina quando ela acorda sozinha no pomar, perdida e desesperada para encontrar seu Dante. Depois de horas, ela encontra a casa dos Clark e vai embora. Sempre esperando e ansiando que ele aparecesse em sua porta, mas ele nunca veio.

23/03/2017

[ RESENHA ] A Música do Silêncio

Título: A Música do Silêncio ( A Crônica do Matador do Rei #2.5)
Autor: Patrick Rothfuss
Páginas: 144
Editora: Arqueiro
Estrelas: 5/5
Debaixo da Universidade, bem lá no fundo, há um lugar escuro. Poucas pessoas sabem de sua existência, uma rede descontínua de antigas passagens e cômodos abandonados. Ali, bem no meio desse local esquecido, situado no coração dos Subterrâneos, vive uma jovem.Seu nome é Auri, e ela é cheia de mistérios.A música do silêncio é um recorte breve e agridoce de sua vida, uma pequena aventura só dela. Ao mesmo tempo alegre e inquietante, esta história nos oferece a oportunidade de enxergar o mundo pelos olhos de Auri. E nos dá a chance de conhecer algumas coisas que só ela sabe...Neste livro, Patrick Rothfuss nos leva ao mundo de uma das personagens mais enigmáticas da série As Crônicas do Matador do Rei. Repleto de segredos e mistérios, A música do silêncio é uma narrativa sobre uma jovem ferida em um mundo devastado.
 


Antes de começar esse livro, o leitor irá se deparar com um aviso do próprio autor fazendo com que desperte mais ainda a curiosidade de lê-lo. Porém, como o próprio autor assinala, não é uma continuação da história do Kvothe e nem é uma história comum. Iremos conhecer um pouco mais sobre o dia a dia da personagem mais doce, inteligente, gentil, misteriosa e como alguns podem achar, até mesmo um pouco louca, mas isso é para aqueles que não a conhecem de verdade.

Auri mora nos Subterrâneos, e para ela, cada dia possui um nome e tarefas diferentes para se concluir. Por exemplo, há dias de achar, de fazer, de queimar, há momentos em que o dia está tímido ou ás vezes está sendo tão orgulhoso que não quer dar o seu nome. Confuso? Para aqueles leitores que não a conhecem, com certeza!

É uma história onde uma menina magra e pequenina, com cabelos loiros em cascatas, vive sozinha em um lugar, que a primeira vista, pode ser escuro e assustador. Mas não para Auri, que possui uma luzinha que está junto dela desde sempre iluminando o seu caminho com sua cor verde azulada, que ela o chama de Foxen. Ela também é cercada por outros objetos inanimados e os trata com tamanha ternura, mas por que ela se permite morar em um lugar tão estranho e solitário? Não sabemos, seu passado é um mistério, apenas que o ocorrido a havia tornado vazia, triste, quebrada e inalcançável para outras pessoas. Até encontrar Kvothe, que através de sua gentileza, amizade e paciência, havia lhe dado um novo nome que combinasse perfeitamente com ela, como se o sol nunca lhe deixasse, era um nome tão doce e perfeito que não lhe seria um fardo ou uma lembrança do seu passado.

 "Com o coração saltitante de felicidade, Auri tornou a pegar a engrenagem de bronze, sorrindo ao fechar as mãos em torno dela. Mal percorrera metade do caminho de volta ao Manto, ouviu uma sugestão de música."
© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo