10/04/2018

[ RESENHA ] A Parte que Falta

Título: A Parte que Falta
Autor: Shel Silverstein
Editora: Companhia das Letrinhas
Páginas: 112
Estrelas: 5/5
Livro: Cedido pela Editora Companhia das Letras
Com sua poesia hábil e sensível, Silverstein aborda neste livro a busca do autoconhecimento e da completude. A metáfora se dá por meio da história de um ser circular a quem falta uma parte. Otimista, ele se lança no mundo à procura de preencher esta lacuna. À medida que descobre o universo ao redor – e também a si mesmo –, percebe que as relações interpessoais são muito mais complexas e delicadas do que pensava e que a felicidade quase sempre está dentro de nós mesmos – e não no outro. Uma prova de que a liberdade é o maior bem que podemos possuir.

O livro foi um presente que recebi da editora Companhia das Letras
Resultado de imagem para a parte que falta

Nunca me senti tão estranha lendo um livro. Eu fui tão inocente, estava preparada para ler um livro fofinho com uma história "bobinha e cute" para crianças, estava preparada para uma simples e inocente história infantil que em seguida seria lida para meu baby de quase 2 aninhos de idade. Mas o que aconteceu foi simplesmente inacreditável.

Eu juro que não vou conseguir passar nem 2% da minha reação lendo o livro e muito menos minha reação após ler o livro. Foi surreal.

Imagem relacionada



 1ª Reação


Imagem relacionada


2ª Reação



Resultado de imagem para gif surpresa


3ª Reação


Resultado de imagem para gif confuso


4ª Reação




Como comecei a leitura esperando uma simples história infantil, fui pega de surpresa, fiquei confusa sem saber o que estava acontecendo ali. Apenas devorei o livro e a ficha foi caindo aos poucos, a cada página.  Então ao terminar o livro e refletir sobre o que o autor estava tentando passar para o leitor eu simplesmente achei tudo aquilo muito incrível. Depois as reflexões ficaram intensas e percebi que o livro pode ser interpretado de diversas formas e isso bugou meu cérebro. Enfim... Vou tentar contar para vocês essa breve história.

Shel conta a história de um ser redondo que sentia que faltava-lhe algo e ele não era feliz por conta dessa falta. Então ele saí em busca da sua metade, a sua parte que faltava. Durante sua trajetória em busca da parte que faltava ele cantava uma canção sobre sua busca da parte que faltava, ele também passava por algumas dificuldades, como por exemplo: O sol quente que parecia torrar, a neve congelante, as altas montanhas que tinha que subir, enfrentava oceanos, matagais, além disso ele era lento e não conseguia rolar rápido o bastante, pois lhe faltava uma parte ... Enfim.
Imagem relacionada
Mas ele também sentia-se recompensado com a chuva refrescando o calor escaldante, ou o sol voltando e derretendo a neve gelada. E ser lento também tinha suas vantagens, pois dava-lhe tempo de conversar com uma simples e contente minhoca no meio do caminho, sentir o perfume de uma linda flor e principalmente se deleitar com o melhor momento de todos... Uma borboleta pousada em sí. 

O ser redondo não desiste de encontrar a parte que lhe falta, mesmo encontrando diversas partes imperfeitas para ele, e outras que pareciam perfeitas, mas que não estava de acordo em ser sua parte, pois dizia ser parte de si mesmo.
Às vezes a parte que ele encontrava era grande demais, pequena demais, pontuada demais. E às vezes parecia até encontrar a sua parte que faltava, mas a perdia com facilidade, e tinha que segurar muito forte para não perdê-la e isso acabava quebrando a parte. (sabe o quanto isso é significativo?)
Imagem relacionada
Vou parar por aqui para não revelar o final.

O autor claramente passa uma forte mensagem para o leitor de que tudo bem sentirmos falta de algo, pois estamos sempre em busca de algo, seja um livro, um relacionamento, um filho, um carro, uma casa, um diploma, um emprego, um amigo... Enfim, é um tema abrangente.

Senti necessidade de entrar em um tema que leva mais para o lado espiritual, e quem me acompanha aqui no blog sabe que nunca abordo temas assim aqui, mas senti que deveria falar sobre isso na resenha desse livro. Espero que entendam.

Fiquei pensativa após a leitura desse livro, e principalmente depois de assistir o vídeo da Jout Jout (vou deixar o link aqui para vocês), fiquei dias pensando no livro, refletindo sobre  história sobre o que Jout Jout disse e no que eu iria falar na resenha, o livro mexeu comigo profundamente. Segundo meus princípios bíblicos, Deus é preenchedor do vazio que temos, ele preenche o maior dos vazios, o vazio da alma. Mas mesmo com Deus preenchendo esse vazio maior, estamos sempre procurando a parte que falta, porque é o que nossa "carne" nos pede diariamente, é do que "ela" se alimenta. Vou usar a minha pessoa como exemplo para explicar melhor meu lado de reflexão sobre o livro. 

Como Jout Jout diz, esses vazios são como buracos, encontramos a parte que falta e outro buraco se abre, então seguimos novamente em busca da nova parte que falta, aí uma das partes já não é necessária e acaba caindo ou nós mesmo a deixando para trás, o que automaticamente nos faz procurar outra parte para cobrir aquele buraco que ficou.

Eu tenho certeza que tenho Deus preenchendo o vazio em mim, mas estou diariamente buscando a parte que falta, um exemplo é minha busca pelo corpo "não o perfeito padrão para a sociedade, mas o corpo" perfeito para mim, que me agrade, que me faça sentir feliz, ou minha busca por uma vida financeira estabilizada, a faculdade concluída, a estante aumentada e de livros preenchida... Entende? São partes pequenas diante do grande vazio que possamos ou não ter na alma e o que quero dizer é que temos sim que entender que tudo bem estarmos o tempo todo, diariamente em busca da parte que falta, para tapar os buracos que surgem, mas se temos um vazio na alma devemos saber que esse vazio não é bom que se tenha, pois ele pode ser preenchido perfeitamente e eternamente por Deus (Jesus) e como se fosse um "extra" as outras partes vão sendo encontradas.

"Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça,
e todas essas coisas vos serão acrescentadas."

( Matheus 6:33 )


-------------------------------------------------------------------------

Como foi dito no inicio da resenha, o livro é bem abrangente e apenas comentei sobre o que ficou martelando na minha cabeça. Se eu fosse falar sobre todas as partes que se pode discutir sobre o livro teria que dividir a resenha em capítulos, pois o livro abre espaço para discutir diversos temas.

Indico o livro com toda certeza para todo mundo, embora seja um livro lançado pelo selo de literatura infantil, A Parte que Falta é um livro voltado para adultos também, até diria a palavra "principalmente", pois as crianças ainda não se deram conta (grande parte delas) que estão constantemente em busca de uma parte que falta. Embora o livro já sirva de "alerta" para que eles saibam que tudo bem. Mas guardarei o livro para quando meu pequeno estiver pronto, para entender um pouco melhor e então lerei o livro com ele e explicarei o que deve ser refletido e absorvido. 

Ótimo livro!
Quero parabenizar a editora pelo trabalho lindo. Obrigada pelo presente maravilhoso. Foi tocante, foi intenso, refletivo, e cheio de sentimento.

Link do vídeo da Jout Jout: Aqui

18 comentários:

  1. Adorei a resenha, ela passa informações na medida certa. Fiquei curiosa. Já tinha visto esse livro por aí. Dica anotada.
    Beijos

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Primeiro de tudo, parabéns pelo blog super organizado! Adorei a resenha ilustrada! kkkkk... As reações foram o ponto ápice! Fiquei muito curioso para conferir! É muito bom quando tiramos o livro por menos e ele nos chicoteia com surpresas agradáveis!

    Anotei a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Pois é, achei que essa era a melhor maneira de tentar passar para vcs o que o livro causou em mim kkkkk.
      Que bom que gostou dos gifs kkkkkkk.

      Excluir
  3. Menina que legal esse livro!
    Depois de tantas reações que você teve, com certeza eu vou anota-lo na minha lista de compras, parece ser incrível.

    Beijos e abraços
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii que bom!
      Fico muito feliz. Depois me conta o que achou.

      Excluir
  4. Olá!
    Eu vi sobre esse livro ontem e achado a mesma coisa que você de ser mais um livrinho fofinho e tals. Se julgarmos a capa é essa impressão que passa né. Adorei o desenrolar da trama, parece ser um livro de descobertas e bastante reflexivo.
    Dica anotada!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é menina ... fui enganada positivamente kkkkkk.
      Que bom que gostou.

      Excluir
  5. Mano O_O Faço das suas reações as minhas lendo sua resenha haha.. Eu não fazia ideia do que se tratava o livro e amei saber sobre ele através da sua resenha que esta maravilhosa <3 Já quero ler este livro logo! Obrigada pela dica!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahhahhaha Que tudooo.
      Que bom que gostou flor. Fico muito feliz.

      Excluir
  6. Oi, Taty. Eu ainda não li o livro, mas assisti ao vídeo da Jout Jout e no começo eu até achei que ela estava sendo irônica, mas aí fui acompanhando e achando a história cada vez mais linda, é um livro sensível e tocante e quero um exemplar para mim, também quero a continuação dele que deve estar tão linda quanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente um livro lindo e intrigante, no começo eu não estava entendendo o que estava acontecendo, aí depois a ficha caiu.
      Quero muito a continuação tmbm.

      Excluir
  7. Só em saber suas reações já fiquei super curiosa quanto a essa leitura. Já perdi as contas de quantas vezes fui atrás de algo que me faltava e sinto o quanto é significativo tudo que você mencionou sobre as partes que não se encaixam. O fato do livro ser bem abrangente cabe diversas interpretações, mas é certo de que toca a todos que tem a oportunidade de ler. Gostei muito da resenha, espero ter a oportunidade de ler a obra, ainda mais agora que vai sair a continuação. Se ler nos conte o que achou.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiiii que linda.
      Obrigada flor, fico muito feliz em saber que vc gostou.

      Excluir
  8. Oie!
    Esse livro é muito lindo, eu vi o vídeo da Jout Jout e fiquei bastante emocionada! Com certeza uma história tanto para adultos como para crianças! Inesquecível e reflexiva!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ola
    Gente que resenha linda e intensa. Quem diria que o livro iria surpreender tanto assim? Mas a sensação é maravilhosa, que realmente deve ser indicado. Já coloquei na minha lista e espero ter sensações parecidas a sua ao ler.
    Bjus

    ResponderExcluir
  10. Olá Taty, pelos seus comentários o autor conseguiu trazer uma boa reflexão com uma historia que de inicio parece ser simples *-* Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Este livro é lindo e encantador. Nunca vi um livro escrito de forma tão simples emocionar tanto! Ele é pura psicanalise! Estou apaixonada por ele e tenho certeza que se Freud fosse vivo, teria feito uma resenha incrível cobre ele! Adorei sua resenha, a foma como vc explorou o livro ficou fantástico!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo