21/10/2017

[ LANÇAMENTOS ] Editora Rocco - Outubro 2017


Capa do livro Eleanor Oliphant está muito bem
Livro de estreia da escocesa Gail Honeyman, Eleanor Oliphant está muito bem foi revelado através de um concurso literário e, desde então, vem conquistando excelentes críticas e uma bela carreira internacional. Aos 30 anos, Eleanor Oliphant trabalha na área administrativa de uma empresa de design e leva uma vida solitária, mas feliz. Apesar de ser alvo de bullying no ambiente de trabalho por sua aparência e hábitos peculiares, ela não sente falta de nada e parece perfeitamente à vontade com sua falta de habilidades sociais. Mas tudo muda quando ela conhece Raymond, novo funcionário da área de TI da empresa, e os dois, por acaso, salvam a vida de um senhor que desmaia no meio da rua. Com sensibilidade e muito bom humor, a autora conta a história de uma amizade que muda para sempre a vida de três pessoas muito diferentes, que descobrem que a melhor maneira de sobreviver é abrindo o coração.

Capa do livro Os crimes da rua Morgue
Com “Os crimes da rua Morgue”, Edgar Allan Poe inaugurou, em 1841, a moderna literatura policial e criou um de seus mais célebres detetives, o até hoje leverenciado Auguste Dupin. O conto, que narra a memorável investigação do assassinato de duas mulheres em um quarto fechado, é o carro-chefe desta reunião de histórias de terror e mistério traduzida por ninguém menos que Clarice Lispector. Grande leitora e fã da literatura policial, a escritora, que também verteu para o português os livros de Agatha Christie sob o pseudônimo de Mary Westmacott, empresta seu talento invulgar ao gênio de Poe, trazendo para o leitor brasileiro histórias como “A máscara da morte rubra”, “O gato preto”, “Ligeia” e outras. Lançamento do selo Fantástica Rocco, esta edição de Os crimes da rua Morgue e outras histórias extraordinárias recupera este encontro, literalmente, fantástico.

19/10/2017

[ RESENHA] Melhores Amigas

Título: Melhores Amigas
Autora: Emily Gould
Editora: Rocco
Páginas: 256
Estrelas: 2,5/5
Livro: Cortesia da Editora 
Bem-sucedido romance de estreia de Emily Gould, Melhores amigas pinta um retrato honesto e bem-humorado da mulher na faixa dos 20 e tantos aos 30 e poucos anos hoje, com suas expectativas e seus questionamentos. Segundo da coleção Geração Ha, o livro acompanha as trajetórias de Bev e Amy, amigas de longa data que chegaram aos 30, mas ainda não encontraram seu rumo na vida, entre escolhas pessoais e profissionais duvidosas. Ao longo da trama, entre sushis, taças de vinho e cigarros ocasionais, elas dividem seus planos e suas incertezas uma com a outra. Mas a amizade é posta à prova quando o plano de Amy de morar com o namorado naufraga, ao mesmo tempo em que Bev engravida de um desconhecido. Juntas, elas terão que descobrir se a amizade é capaz de resistir à força do tempo e às reviravoltas da vida, nesta deliciosa crônica da vida da mulher moderna.

Estava muito empolgada com esse livro, muito mesmo, mas infelizmente foi decepcionante. Desde já deixo claro que não consegui ir ao final da leitura e explicarei melhor o motivo. (Calma!)

Amy foi no passado uma blogueira famosinha, mas seu trabalho atual é algo que não a faz feliz, ela passa a maior parte do tempo conversando com Bev pelo computador para se distrair. Seu salário mal dá para pagar o aluguel de seu apartamento... Aluguel esse que sempre aumenta, chegando ao ponto de Amy cogitar morar com seu namorado Sam, o problema é que ela não esperava que Sam estava planejando ir para Espanha, o que a deixa desesperada sem saber o que fazer.

Bev acaba voltando para sua cidade depois de seu relacionamento não dar certo. Com um mestrado não acabado, aluguel vencendo... a vida fora do eixo. Ela vai então em busca de um emprego temporário em uma corretora de imóveis. Como se tudo já não estivesse bastante difícil ela acaba aceitando jantar com um cara, por causa da comida grátis (para vocês verem como a coisa estava feia) e depois de exagerarem um pouco na bebida, ela vai para o apartamento dele e meses depois vem a grande noticia - Um bebê estava a caminho.

“Bem, ainda somos relativamente novas, sabe? Estou certa de que todos os tipos de coisas inimagináveis acontecerão."

18/10/2017

[ RESENHA ] Acaso

Título: Acaso (Os Albuquerques #1)
Autora: Ane Pimentel
Editora: Angel
Páginas: 354
Estrelas: 4/5
Livro: Cortesia da Editora - pdf

Thalita Mendonça estava de malas prontas para encontrar seu noivo João Pedro, mas o acaso alterou seus planos. Quando foi chamada até a sala do diretor da Albuquerque's descobriu que teria que acompanhar o presidente, Fernando Albuquerque, em uma viagem de negócios. Thalita nunca imaginou perder o controle da sua vida. Quais as consequências desse encontro?

Acaso é uma história que promete diversão, sorrisos e até palavrões. Ame e odeie com o texto que tirou milhares de leitores do sério no Wattpad. Este é o livro de estreia d’Os Albuquerque’s, série que fará você querer entrar para essa família.
 


Antes de falar sobre esse romance envolvente e divertido, vamos conhecer um pouco sobre essa família linda e poderosa que são os Albuquerque’s. Francisco e Marta tiveram três filhos, Fernando e Fernanda, os gêmeos, e Felipe, o caçula. Francisco criou a empresa Albuquerque’s para ser um império e por ser muito famosa, possuem filiais em muitos lugares no Brasil, inclusive nos Estados Unidos. Porém, Francisco sempre preservou os laços da união familiar e para que não houvesse disputa entre os filhos, ele propôs que cada um assumisse a presidência por um ano para que eles aprendessem a ter responsabilidade e liderança. E o primeiro a assumir, é claro, é o lindo, sedutor e irresistível Fernando Albuquerque.

Fernando é formado em Publicidade especializado em Marketing empresarial e mesmo sendo o presidente de uma filial em Nova York, ele tinha o compromisso de visitar a filial no Rio de Janeiro e escolher um advogado experiente que pudesse acompanhá-lo numa viagem importante, e como grande parte dos advogados de sua confiança estavam em outros projetos fora do país, ele pede que Paulo, o chefe da Albuquerques no Rio, indicasse o melhor. E quem seria melhor do que a linda e ousada advogada Thalita Mendonça? Contudo, ela tinha outros planos.


Thalita trabalhou duro durante longos anos na empresa e agora havia recebido a oportunidade dos seus sonhos, porém, não podia desmarcar o seu compromisso de visitar o seu noivo, João Pedro, em São Paulo. Juntos há seis anos, a mudança de cidade só serviu para que ele apressasse o inevitável: o pedido de casamento. Conheciam-se desde a adolescência, e mesmo sendo três anos mais velho do que ela, João era o homem ideal e praticamente perfeito! Isso mesmo, gente! Não estou brincando! Pois além de ser lindo, o cara também é gentil, atencioso e muito romântico. E o namoro a distância só fazia com que ela não visse a hora de encontrá-lo.

16/10/2017

[ RESENHA ] Louca

Título: Louca
Autora: Chloé Esposito
Editora: Globo Livros
Páginas: 360
Estrelas: 3,5/5
A vida de Alvie Knightly está um caos: odeia o seu emprego, sua vida amorosa não lhe empolga mais e ela passa a maior parte do dia bêbada. A existência de Alvie parece exatamente o oposto da de sua gêmea idêntica, a perfeita, Beth. Enquanto ela passa a maior parte do tempo stalkeando os outros nas mídias sociais, come kebabs no café da manhã e sua companhia mais constante é o seu vibrador, Beth casou-se com um italiano atraente e podre de rico, tem um belo bebê e sempre foi a favorita da família.Depois de ser demitida e jogada na rua pelos colegas de apartamento, Alvie viaja à Sicília e, assim que chega, Beth pede para trocar de lugar com ela por apenas algumas horas para que ter algumas horas só para si, sem as cobranças do marido e a responsabilidade com o bebê. Alvie se anima com a chance de assumir a existência magnífica da irmã, mesmo que só por pouco tempo. Mas quando a noite termina com Beth morta no fundo da piscina, Alvie percebe que esta é a chance de mudar sua vida. Ela é louca, má, perigosa — e irresistível. 

Olá Leitores,

Vocês leram a resenha de A (R)evolução das Mulheres? Pois é, foi a leitura que antecedeu Louca, eu não consigo ler dois livros físicos ao mesmo tempo, sempre que estou com um livro físico minhas outras leituras são nos aplicativos Wattpad, Sweek ou Kindle.

Depois dessas leituras até fico aliviada por minha “deficiência” em não conseguir realizar esses dois tipo de leituras juntas. São contrastes e ao mesmo tempo não são. Deixa eu explicar, A (R)evolução e Louca contam a histórias de mulheres que sabem o que querem e o que é preciso para alcançar, apesar de a primeira ser jovem demais e parecer bem confusa quanto a quem é de verdade. Em contrapartida temos Alvina Knightly que embora queira nos fazer acreditar que a culpa de suas ações é da irmã perfeita e da mãe negligente, o “buraco” é bem mais embaixo porque Alvie é má. Apenas. 

"Os dois dias mais importantes da sua vida são o dia em que você nasce e o dia em que descobre o por quê".

É aí que chegamos na dificuldade que tive em aceitar a narrativa da protagonista: Temos Alex Craft de um lado que apesar de ser violenta, tem um histórico do qual poderia ser tratado se ela tivesse alguém para intervir e ajudá-la, é uma garota que está confusa e começando a aprender motivos pelos quais mudar seus atos e do outro lado temos uma Alvina Knightly que sente prazer e se diverte com cada tragédia que causa. Ela. Sente. Prazer. E é a protagonista! Não estou acostumada com uma pessoa destemperada justificando sua loucura.
© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo