06/09/2017

[ RESENHA ] Espada de Vidro



Título: Espada de Vidro
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 496
Estrelas: 3,5/5

O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes.

Resumo

No segundo volume da série A Rainha Vermelha, a rebelião do povo de sangue vermelho contra a poderosa elite de sangue prateado continua a se fortalecer. 
Mare Barrow, a principal arma dos rebeldes, agora tenta encontrar outros sangue novos como ela: pessoas de sangue vermelho, mas com poderes extraordinários. 
O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. 
Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sangue novos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

Um breve gostinho da história...

O livro começa exatamente no final do seu antecessor: Mare confiou na pessoa errada,  foi traída e  jogada covardemente numa arena pra ser morta junto com Cal.
Mesmo tendo seus poderes drenados pelo silenciador Arven, Mare e Cal conseguem escapar do arena, e fugir do palácio com ajuda do que sobrou da guarda Escarlate, mas agora eles são poucos e estão feridos, precisam de reforço para continuar. Então fogem para a base da guarda para pedir ajuda. Ao chegar a base, eles não são tão bem vindos assim.
Cal é considerado um inimigo, e logo é preso pela guarda. Já Mare é considerada alguém com muito poder, tanto por sua eletricidade quanto por sua fama.
Eles a querem como a nova cara da Guarda Escarlate.
Sabem que ela pode convencer a mais pessoas a se juntarem a causa.
Mas Mare tem apenas um propósito agora: VINGANÇA!
Ela precisa encontrar todos os sanguenovos que puder e se vingar.
Precisa os encontrar antes que Maven os encontre e os mate.
Ele tem a lista assim como ela. Ela precisa ser mais rápida.
Ela fará de tudo pra conseguir salvar todos que puder antes que seja tarde.

“-Recebi uma lista de nomes. De vermelhos como meu irmão e eu, nascidos com a mutação responsável pelos nossos… poderes. – Preciso convencê-lo. Preciso. – Eles podem ser encontrados, protegidos e treinados. São vermelhos como nós, mas fortes como os prateados, capazes de lutar contra eles em campo aberto. Talvez até poderosos o bastante para ganhar a guerra. – Minha respiração sai trêmula e ruidosa, e meu peito se agita quando penso em Maven. – O rei sabe da lista, e com certeza vai matar todos se não os encontrarmos primeiro. Ele não vai deixar uma arma tão poderosa passar – finalizo.”

Será que ela conseguirá encontrar todos da lista antes do novo e cruel rei?
Será que conseguirá se vingar?

05/09/2017

[ RESENHA ] Os Feiticeiros

Título: Os Feiticeiros (Série: Entre Mundos #Livro 1)
Autora: Thaylane R.Ramos
Páginas: 295
Editora: Publicação Independente
Estrelas: 5/5
Livro: Cedido pela autora - pdf
Mudar o destino daquelas crianças era o mais correto a se fazer, certo? Não era justo que eles pagassem pelos erros de seus pais. Mas ter que decidir o destino de quatro pessoas que ainda nem sabiam se defender não era uma das tarefas mais fáceis. Thomas sabia das consequências, mas os amava demais para não arriscar.
Anos depois, uma vida, amigos, família e crenças, tudo se desmoronava. Então a vida deles não tinha passado de uma grande mentira? Ellen, Alma, Jason e Rodrigo veem suas vidas mudarem drasticamente de um dia para outro, de agora em diante ninguém mais era confiável. Todo o esforço de alguém do passado parecia não ter valido a pena... Tinham sido descobertos.
O primeiro livro da Série Entre Mundos leva o leitor a uma história intrigante, cheia de mistério, romance e traição, onde os deuses da Grécia Antiga ganham destaque numa batalha intensa contra os feiticeiros mais poderosos do mundo. O que você faria se descobrisse que a pessoa que acreditasse ser não existisse?
 

A amizade entre Alma, Ellen, Rodrigo e Jason havia ocorrido de maneira fácil e simples, pois haviam se conhecido no colegial, mas desde então tinham se tornado amigos inseparáveis. Aos 17 anos, os jovens haviam terminado o último ano do Ensino Médio e com a aproximação da formatura, estavam pensando no quê fariam depois, pois cada um possuía objetivos diferentes para o futuro, porém eles prometeram não desaparecer da vida uns dos outros.

Alma possuía uma beleza singular, mas ao contrário do que sua aparência queria mostrar, ela era uma jovem meiga, gentil e uma ótima amiga. Além de ser a melhor amiga de Alma, Ellen adorava esportes e estava prestando o vestibular para conseguir o tão sonhado curso de Medicina. Jason trabalhava na concessionária com o pai e era apaixonado por Alma, mas sempre escondera os seus sentimentos para não estragar a amizade que tinham. Rodrigo era irmão de Ellen e também tinha um fascínio por Alma. Assim como Ellen, ele prestava o vestibular para Medicina, contudo o seu verdadeiro sonho era se tornar Detetive Criminal e entrar para o FBI, porém sua família nunca aprovara a ideia. 


Porém Rodrigo não era o único que tinha uma família complicada, pois Mary, a avó de Alma que, mesmo tendo um amor incondicional pela neta, nunca aprovara seus amigos. Alma não entendia o porquê do desgosto da avó, mas isso não a impedia de continuar a levá-los para a sua casa. Com uma infância complicada, pois havia nascido sem os pais e nem sabia a causa da morte deles, pois sua avó era sempre muito misteriosa e não falava sobre o assunto. Alma acredita que talvez tenha sido por conta da dor de ter perdido o seu filho Thomas, o pai de Alma.
© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo