04/08/2017

[ RESENHA ] Quando tudo faz sentido

Título: Quando tudo faz sentido
Autora: Amy Zhang
Editora: Rocco - Jovens Leitores
Páginas: 320
Estrelas: 3/5
Liz Emmerson é uma garota popular no colégio e tem uma vida aparentemente invejável. Por que ela tentaria tirar a própria vida, simulando um acidente de carro depois de assistir a uma aula sobre as Leis de Newton? Neste surpreendente romance de estreia, Amy Zhang, que nasceu na China e mora no estado de Nova York, aborda temas como abandono, bullying, depressão e suicídio com uma narrativa crua e pungente que vai arrebatar os fãs de obras como As vantagens de ser invisível, Nuvens de Ketchup e Meu coração e outros buracos negros, entre outros. Na trama, Liz é resgatada por Liam, um garoto que ela sempre desprezou, mas talvez uma das poucas pessoas ao seu redor capaz de enxergá-la além das aparências. Envolvente e emocionante, o livro – que prende também pelo mistério se a protagonista vai ou não sobreviver (e que só é revelado no final) – mostra a fragilidade, a solidão e os dilemas dos jovens de forma sensível e sincera.

Cansada do silêncio, da solidão, Liz não vê esperança de que as coisas mudem e ela acredita que não estar mais no mundo será um bem maior para a humanidade. Por isso ela acredita que tirando a própria vida de maneira que aparente ser um acidente de carro em uma curva difícil ela convencerá as pessoas que não foi um suicídio bem premeditado.

Ela é garota popular que esconde os seus pensamentos mais obscuros e ruins, porque dessa maneira é mais fácil ser aceita, fingindo ser o que não é diariamente. Sua mãe é uma mulher extremamente ocupada, uma workholic, passa mais tempo viajando do que em casa e Liz sente falta dela sempre, porque vive sozinha quase toda semana. Seu pai, que era seu fiel escudeiro e compreendia tudo o que ela amava faleceu quando ela era ainda criança, acabou caindo do telhado e desse dia em diante a vida de Liz se tornou uma sucessão de vazios.

Seu ex-namorado Jack, um jogador de basquete também popular trai Liz com frequência, mas na concepção deturpada dele isso é normal. E ela mesmo sabendo dos seus rolos por fora do namoro aceitava essas traições, porque na companhia do namorado ela era ainda mais bem vista.


Mesmo namorando outros garotos eram atraídos por Liz, dentre eles, Liam, um bom garoto, estudioso, focado, bem nerd e que amava tocar sua flauta. Ele era o único que conseguia enxergar a Liz por trás das máscaras sociais. Por coincidência do destino foi justo Liam que contactou a polícia quando ela sofreu o acidente com o carro. De uma maneira meio louca, ele sabia ou sentia que esse acidente na verdade significava outra coisa, estava mais para uma desistência de viver, a chance de acabar com a tristeza.

"Em certas noites, Liz olhava para trás e contava os cadáveres, todas as vidas que tinha arruinado pelo simples fato de existir. Então escolheu deixar de existir."

03/08/2017

[ RESENHA ] O Sorriso da Hiena

Título: O Sorriso da Hiena
Autora: Gustavo Ávila
Editora: Verus
Páginas: 263
Estrelas: 5/5 
Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitável psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. Porém, a proposta feita pelo misterioso David coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. Para saber se é uma pessoa má por ter presenciado o brutal assassinato dos seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a dele, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma na vida delas. Até onde ele será capaz de ir? É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?
 

Olá leitores,
Que tal iniciar uma leitura que questione (ainda mais) o tipo de pessoa que somos ou, sob pressão, podemos nos tornar? O romance policial de estreia de Gustavo Ávila nos dá esta proposta.
É possível justificar o mal quando há intenção de fazer o bem? 



Logo no início nos deparamos com o assassinato impactante dos pais de David Rocha Soares, na época com oito anos, David fora obrigado a assistir a cena devastante de boas pessoas partirem brutalmente para outra. A falta de estrutura familiar e o reformatório juvenil não oferece exatamente o que se espera  em termos de recuperação do psicológico e, mesmo com a sorte de alguém não desistir dele, David se tornou um assassino frio e calculista, mas que quer entender se houve mesmo uma transformação pelo trauma ou se sua essência apenas é corruptível.
A violência era comum nas ruas e também dentro das casas. Era rotina escutar gritos e brigas domésticas. Por medo ou, na grande maioria das vezes, descaso, ninguém se metia. O cenário perfeito para alguém cometer um crime sem ser incomodado pelos vizinhos.

02/08/2017

[ RESENHA ] Não Olhe!

Título: Não Olhe! (Trilogia Não Pare #2)
Autora: FML Pepper
Páginas: 352
Editora: Valentina
Estrelas: 5/5

Zyrk pode estar com as horas contadas: a híbrida acabou de cruzar o portal e o frágil equilíbrio entre os quatro clãs encontra-se definitivamente ameaçado. Há milênios forças ocultas espreitam, aguardando apenas o momento de emergir das sombras e mostrar seu poder.Fugir e sobreviver. Aceitar e lutar. Há muitos caminhos, mas qual deles seguir se a Morte possui várias faces?Nina acorda entre a vida e a morte na terceira dimensão, levada para a sombria Thron. Richard, o nada confiável resgatador de apaixonantes olhos azul-turquesa, luta contra sua própria natureza. Cruel e sanguinário, Rick está confuso e cada vez mais cercado por seus inimigos.Mesmo o melhor dos guerreiros, o mais temido e destemido, está protegido da força de um grande amor?Ele e a híbrida viajarão por toda Zyrk, e ela irá se deparar com um universo fantástico, um mundo violento, o plano da Morte. Lutando para se libertar de seus medos e determinada a encontrar seu caminho e sua identidade, Nina embarcará em uma jornada de descobertas arrasadoras, um percurso sem volta.Mas a garota das pupilas verticais descobrirá que as vontades do coração podem ser mais traiçoeiras que lendas ou maldições.
 

Antes de eu começar a falar sobre o segundo volume dessa maravilhosa obra, vamos a alguns fatos super importantes relacionados a esse novo mundo criado pela talentosa autora FML Pepper, para que os leitores fiquem por dentro ou relembrem os acontecimentos do livro anterior, e para aqueles que ainda não leram, recomendo que façam como a Nina... Fujam porque terá spoiler haha.

******************* Inicio do Spoiler *******************

Bom, no livro Não Pare, Nina descobre que Richard e Kevin não apenas estavam atrás dela durante todo esse tempo, como também são de outro mundo. Não gente, eles não são alienígenas! Mais especificamente, eles são de outra dimensão. Segundo Richard, ao todo existem quatro dimensões chamadas: Plano, Intermediário, Zyrk e Vértice.

O Plano, que para nós humanos é nada mais, nada menos que o Céu, o lugar aonde os bonzinhos irão um dia. O Intermediário, é onde estamos, a Terra. Zyrk, é uma dimensão totalmente nova, o lar de Richard, Kevin e de muitos outros habitantes que são chamados de zirquinianos, cujos papeis são muito importantes: manter o equilíbrio da dimensão Intermediária. Mas como assim? Eles são nada mais, nada menos que a Morte.  Pois o dever da maioria dos guerreiros zirquinianos é resgatar a alma na hora certa de sua morte para que haja equilíbrio entre os mundos, os bonzinhos irão para o Plano e o maus, para o último e temido mundo das sombras e da escuridão chamado Vértice, ou para nós humanos, o Inferno.

Aí vocês me perguntam, mas o quê isso tem a ver com a Nina? Há muitos anos atrás, uma maldição foi lançada pelo deus Tyron sobre os ancestrais zirquinianos, onde esse povo além de nunca possuir sentimentos bons como amor, amizade e compaixão. Iriam apenas sentir ódio, egoísmo, raiva e entre outros sentimentos ruins. Também haveria o dever a ser cumprido, cada criança, seja ela menino ou menina, que nascesse saudável e forte deveria treinar para se tornar um (a) guerreiro (a) e um resgatador (a) na idade adulta, responsável por coletar as almas. Porém após muitos anos, algo que deveria ser impossível, acontece. Durante uma dessas missões, um zirquiniano se apaixonou por uma humana que no final acabaram gerando uma criança híbrida. E quem é essa criança? A nossa heroína, Nina Scott! 



Com o descobrimento da híbrida, uma profecia surgiu, de que a criança seria o milagre e a salvação 
para todos os zirquinianos, pois ela faria com que surgisse os sentimentos bons nesse povo amaldiçoado. Contudo, nem todos acreditaram nessa profecia, e por medo de que algo desconhecido pusesse em risco o equilíbrio das quatro dimensões, cada líder dos quatro reinos em Zyrk ordenou para cada um dos seus melhores resgatadores, que Nina fosse eliminada o quanto antes.  Mas para o alívio ou para mais confusão na vida de Nina, um desses resgatadores começou a ter fortes sentimentos pela nossa mocinha que o deixaram completamente confuso. E o fizeram entrar em conflito entre escolher matar a híbrida para salvar o seu povo ou a dar ouvidos a esse novo sentimento, que estava começando a mudar o seu modo de agir e fazê-lo perder a cabeça para tentar protegê-la.  Esse alguém é o lindo e irresistível Richard Trent.

****************** Fim do Spoiler. *******************

31/07/2017

[ RESENHA ] O Orfanato da senhora Peregrine para Crianças Peculiares

Título:  O Orfanato da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares
Autor: Ransom Riggs
Editora: LeYa
Páginas: 336
Estrelas: 3/5
Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas. “Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente.

Um breve gostinho da história:

O livro narra a história de Abraham Portman e Jacob Portman, avô e neto. Desde muito novo Jacob escutava do seu avô histórias fantasiosas sobre o passado dele. Passado esse, que foi vivenciado em uma época de muito sofrimento e muita guerra em uma ilha isolada.

Nas histórias, Abraham contava ao neto que viveu nesta ilha em um orfanato repleto de crianças que tinham dons especiais e que esse orfanato estava aos cuidados de uma ave. Contava também que quem morava nessa ilha nunca envelhecia e que eles estava presos nessa ilha para ficar à salvo de monstros terríveis que tentavam capturá-los e mata-los.


"Toda vez que ele os descrevia, acrescentava algum novo detalha assustador: fediam como lixo podre; eram invisíveis, exceto por suas sombras; tinhas tentáculos retorcidos escondidos na boca que podiam se projetar em um instante e puxar você para dentro de suas mandíbulas poderosas"


É claro que conforme Jacob vai crescendo ele começa a não acreditar mais nas histórias fantasiosas do avó, mas Abraham acredita tanto em suas histórias que Jacob considera que seu avô está ficando senil e começa a se afastar dele.
Até que finalmente um dia ele recebe uma ligação de seu avô, onde ele está desesperado e questiona sobre a chave do seu quarto de armas. Diz que precisa da chave pois os monstros o encontraram e querem matá-lo.

30/07/2017

[ QUOTES ] Novembro, 9

Olá pessoinhas lindas e amadas.
Hoje vamos nos deliciar nos quotes do livro Novembro 9 da minha vida CoHo. E já confiram a Resenha.


"Quem quer que tenha dito que a verdade machuca estava sendo otimista. A verdade é uma filha da put* que provoca uma dor excruciante"


"Você nunca vai conseguir se encontrar se estiver perdida em outra pessoa"


"Nunca se apaixonou?

Claro que sim, mas não do jeito que vale um romance inteiro, por isso não tenho como escrever sobre o assunto

-Você acha que Stephen King realmente foi assassinado por um palhaço na vida real?... Shakespeare tomou mesmo um frasco de veneno? Claro que não, Ben. Por isso se chama ficção. Você inventa essas merdas"

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo