18/03/2017

[ QUOTES ] Talvez Um Dia - #2

Olá amados.
Hoje trago a segunda e última parte de quotes do livro Talvez um dia. Vamos lá?4




"Preciso de alguém que esteja disposto a me ver enfrentar o oceano e me desafiar a não me afogar. Mas você sequer me deixa chegar perto do mar. "


"Todos mundo controla as emoções, como se, de alguma forma, fosse errado reagir com naturalidade"

17/03/2017

[ LANÇAMENTOS ] Arqueiro e Sextante - Março




O Sol Também é Uma Estrela - Nicola Yoon
Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.
Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.
O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?



A Chave de Rebecca - Ken Follett
Norte da África, Segunda Guerra Mundial. As tropas britânicas na região estão sofrendo perdas significativas. Não há dúvidas de que alguém está informando o inimigo sobre os movimentos e planos estratégicos do exército britânico.
O espião é conhecido por seus compatriotas alemães como Esfinge, mas para todos os outros é o empresário europeu Alex Wolff. Após cruzar o deserto, ele chega ao Cairo, no Egito, munido de um rádio, uma lâmina letal e um exemplar do livro Rebecca, de Daphne du Maurier. Violento e implacável, ele está disposto a tudo para cumprir a missão que recebeu.
Para isso, conta com a ajuda de uma dançarina do ventre tão inescrupulosa quanto ele.
O único homem capaz de detê-lo é William Vandam, oficial da inteligência britânica que precisa desvendar o enigma do Esfinge para interromper o avanço dos nazistas.
Ao mesmo tempo que os alemães chegam cada vez mais perto da vitória final, Vandam também se aproxima de seu adversário, da chave que revela o código escondido no livro – e do combate mortal...

15/03/2017

[ RESENHA ] A Viúva


Título: A Viúva
Autor: Fiona Barton
Páginas: 366
Editora: Intrínseca
Estrelas: 4/5
Livro: Ebook
Sinopse: Ao longo dos anos, Jean Taylor deixou de contar muitas coisas sobre o terrível crime que o marido era suspeito de ter cometido. Ela estava muito ocupada sendo a esposa perfeita, permanecendo ao lado do homem com quem casara enquanto convivia com os olhares acusadores e as ameaças anônimas.No entanto, após um acidente cheio de enigmas, o marido está morto, e Jean não precisa mais representar esse papel. Não há mais motivo para ficar calada. As pessoas querem ouvir o que ela tem a dizer, querem saber como era viver com aquele homem. E ela pode contar para eles que havia alguns segredos. Afinal, segredos são a matéria que contamina (ou preserva) todo casamento.
Narrado das perspectivas de Jean Taylor, a viúva, do detetive Bob Sparkes, chefe da investigação, cuja carreira é posta em xeque pelo caso, e da repórter Kate Waters, a mais habilidosa dos jornalistas que estão atrás da verdade, o romance de Fiona Barton é um tributo aos profissionais que nunca deixam uma história, ou um caso, escapar, mesmo que ela já esteja encerrada.


Resultado de imagem para livro a viuva intrinseca

Estou quase numa ressaca literária após ler o livro, trata-se de assuntos sérios como pornografia infantil, redes sociais usados sem segurança, problemas psicológicos e o poder da mídia. Em primeiro momento temos uma noção de como cada personagem é, no entanto, ao desenrolar da história a máscara cai revelando como realmente cada um é.

"Eu, a viúva de luto. Ah, conta outra."

A história se desenrola em dois tempos 2006 e 2010; com capítulos curtos narrados em primeira pessoa pela viúva Jean, e em terceira pessoa as personagens: Bob, o detetive; Kate, a jornalista e poucas vezes o marido, Glen. Quando uma garotinha de dois anos, chamada Bella é sequestrada o detetive Bob se empenha o que pode para solucionar o caso e todas as pistas levam a Glen Taylor.

14/03/2017

[ RESENHA ] Desnudo

Título: Desnudo
Autor: Thássio G. Ferreira
Páginas: 84
Editora: Ibis Libris
Estrelas: 5/5
Livro: Cortesia do autor
Despido de si, o uno é sempre um outro, de maneira que somente a poesia possa deflagrar tal dinâmica de alteração e pró-criação do existente. A razão entra, sim, no cuidado de revelar a própria emoção poética, sem que a aniquile quando consumada na forma-poema. Dessa consciência, Thássio G. Ferreira se vale: maneja ferramentas sonoras, rímicas, rítmicas. Entre aliterações e assonâncias, não joga as palavras, nem somente joga com elas. O poeta se joga, sim, à palavra como quem “se entrega ao sol do mundo”. Apresentação de Igor Fagundes.
 

Embora, eu nunca tenha conseguido criar nada desse estilo de escrita na minha vida, sempre admirei autores que possuem o dom de criar poesias a cada dia mais inovadoras e fascinantes, que fazem não apenas a mim como a muitos leitores se apaixonarem logo nas primeiras estrofes.

Como o próprio título revela, e também as primeiras páginas do livro, o autor faz uma analogia dizendo que ao longo da sua vida ele construiu retalhos diante si que escondiam o seu verdadeiro eu. E que agora, livre das amarras que ele próprio criou em meio a sociedade, ele finalmente se despe e revela o seu verdadeiro eu. Sem máscaras, exposto e imperfeito em toda a sua humanidade, revelando não apenas o seu interior como também a sua própria emoção poética. 

Estrofe Psicanalítica:
Ando em equilíbrio precário,
segundo minha analista;
e em exílio de mim mesmo,
segundo minha própria poesia.”

13/03/2017

[ RESENHA ] O Livro de Memórias

Título: O Livro de Memórias
Autora: Lara Avery
Páginas: 348
Editora: Seguinte
Estrelas: 4

Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano. É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava



Sabe aquela frase de efeito “Aproveite o agora porque o amanhã você não sabe se estará aqui?”, pois bem, leve a sério, a vida dá tantas voltas e surpresas que muitas vezes somos obrigados a mudar radicalmente os planos, assim como a protagonista de “O Livro de Memórias” da autora Lara Avery.

17 anos e uma notícia chocante, tão jovem e tanta coisa pra viver, mas não, Sammie foi diagnosticada com NP-C, uma doença genética incomum em adolescentes que causa a perda de tonicidade muscular, os órgãos ficam fracos e o que mais preocupa a nossa protagonista é a demência, já que o cérebro também vai entrando em curto-circuito quando a doença progride para quadros mais críticos.


O sonho de Sammie era se formar no ensino médio e partir para estudar na Universidade NYC, ela como toda pessoa extremamente organizada e decidida já tinha todos os planos fechados de como seria essa nova vida e o que ela precisava fazer para chegar a realizar esse grande passo.
© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo