03/08/2017

[ RESENHA ] O Sorriso da Hiena

Título: O Sorriso da Hiena
Autora: Gustavo Ávila
Editora: Verus
Páginas: 263
Estrelas: 5/5 
Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitável psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. Porém, a proposta feita pelo misterioso David coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. Para saber se é uma pessoa má por ter presenciado o brutal assassinato dos seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a dele, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma na vida delas. Até onde ele será capaz de ir? É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?
 

Olá leitores,
Que tal iniciar uma leitura que questione (ainda mais) o tipo de pessoa que somos ou, sob pressão, podemos nos tornar? O romance policial de estreia de Gustavo Ávila nos dá esta proposta.
É possível justificar o mal quando há intenção de fazer o bem? 



Logo no início nos deparamos com o assassinato impactante dos pais de David Rocha Soares, na época com oito anos, David fora obrigado a assistir a cena devastante de boas pessoas partirem brutalmente para outra. A falta de estrutura familiar e o reformatório juvenil não oferece exatamente o que se espera  em termos de recuperação do psicológico e, mesmo com a sorte de alguém não desistir dele, David se tornou um assassino frio e calculista, mas que quer entender se houve mesmo uma transformação pelo trauma ou se sua essência apenas é corruptível.
A violência era comum nas ruas e também dentro das casas. Era rotina escutar gritos e brigas domésticas. Por medo ou, na grande maioria das vezes, descaso, ninguém se metia. O cenário perfeito para alguém cometer um crime sem ser incomodado pelos vizinhos.

Para isso ele não apenas repetirá o crime que assistiu na infância com outras crianças, como propõe que o psicólogo infantil Willian faça mais pela sociedade onde vive e acompanhe essas crianças até a idade adulta para estudar a mente delas após o trauma, dando riqueza de detalhes no estudo que fez na faculdade. Um trabalho elogiado chamado: Como se tornam adultos. Motivo de orgulho para o rapaz, mas também de inquietação por não conseguir material que comprovasse sua tese, até receber a proposta de David.  

A proposta de David era cruel, e William nunca havia imaginado compactuar com algo assim, mas por alguma razão não conseguia deixar de pensar que poderia realmente tirar algo bom disso.
Gustavo escreveu uma história que está em constante movimento, é ágil, introduz bem os personagens e por muitas vezes me fez sentir a necessidade de fechar o livro, respirar e pensar sobre os questionamentos e ações dos indivíduos para depois retornar a leitura. 

David apesar de seu passado é um serial Killer, é uma escolha como a de tantos outros por aí: assassinos, corruptos, pedófilos, ladrões, traficantes. Mesmo sabendo de seu desejo, sempre torcia para que algo, qualquer coisa, qualquer palavra ativasse um gatilho e o fizesse parar, se render.

No entanto, meu desespero se tornava demasiado direcionado ao bem intencionado William, que não só aceita a proposta, como é quem mais me surpreende com suas ações. Simplesmente não acreditei que ele pudesse fazer tanto mal para justificar o bem. Havia preocupação, leve culpa, mas nunca arrependimento. Confesso que a dificuldade em seguir mais rápido com a leitura foi da raiva que senti por não acreditar no tipo de pessoa que ele realmente era. Em todo mal que ele ajudou David a fazer.


- Pessoas más são pessoas tristes. Por isso elas são más. Ele não deve ter nenhum amigo para ser feliz.

- Se ele pedisse desculpas, você desculparia ele, Marcelo?

- Não. Eu também estou triste. Tristeza faz a gente virar uma pessoa ruim.
Em contrapartida temos o detetive Arthur, personagem peculiar com Síndrome de Asperger, que estará a frente do caso. Aposto que muita gente vai se apaixonar por ele, além de inteligente e focado, algumas tiradas cômicas foram protagonizadas justamente por sua forma de compreender a sociedade. Apesar de gostar do personagem, sinceramente compreendi que não teria sucesso em me relacionar com uma pessoa com essa síndrome sem muita dificuldade. Sou do tipo que fala: seja educado e gentil, pra tudo. Arthur ia me odiar hahahahaha

O Sorriso da Hiena é uma leitura fluída e impactante. Eu quase dei meu coração a ela, porém o final deixou a desejar. Apesar de gostar de alguns finais que ficam em aberto, nesse caso eu queria mais páginas, algo mais fechado, algo que (mesmo sem saber o quê) talvez eu venha a ter na série ou filme. Sim, sim, sim a Globo comprou os direitos do livro e vamos torcer para que em breve essa história ganhe as telas.
- (...) Toda hora alguém está levando um coice do mundo. Mas é justamente isso que faz cada momento de alegria tão precioso. É a fome que faz um prato de arroz e feijão ser a coisa mais gostosa do mundo.
Mesmo com a última ressalva, Gustavo Ávila está de parabéns pelo trabalho criado, espero ouvir o nome do rapaz mais vezes no mundo literário.

14 comentários:

  1. Quero muito ler mas não gosto de finais abertos, me desanimou um pouco mas ainda quero ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patricia,

      Pois é, pra mim foi uma das únicas "falhas" (não sei se essa é a palavra, devido a escolha ser do autor), porém vale a pena. Espero que goste :)

      Excluir
  2. Olá!
    Quero minha ler esse livro. A história é muito impactante mas nos leva a muitas reflexões, com certeza!
    Adorei a sua resenha, beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaíse! Estou bem curiosa com esse livro já há algum tempo, por ter visto muito a capa. Agora descobrindo um pouco mais com a resenha, nossa!
    Acho que está ai um thriller muito auspicioso!
    Achei interessante a relação de David e William e fico pensando se o segundo aceitaria algo tão cruel. Não acredito muito que "os fins justificam os meios".
    Anotado!
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi linda,

    Eu gostei muito desse livro por causa da mudança de mostrar logo o assassino e depois que vai atribuindo motivos e informações sobre o assassino e a vítima, porque temos uma visão diferente dos suspenses tradicionais.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem?

    Não conhecia esse livro, e assim de cara ele não seria um livro que eu compraria, porém ao ler sua resenha eu já quero saber mais sobre essa história! Por mais que passe raiva com finais abertos (eu não gosto mesmo), acho que vou dar uma chance, pois a história pareceu bem interessante!!!
    Obrigada pela dica.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Thaise!
    Estou lendo esse livro no momento. Ainda no início, mas ainda assim estou ficando bastante intrigado. Espero que o livro ganhe uma série de tv e não um filme. Vai ser muito mais abordado. o/
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  7. Oiii Thaise, tudo bem? Esse livro é incrível mesmo, não é?? Foi uma leitura totalmente viciante pra mim, do começo ao fim, e simplesmente não consegui largar até chegar ao final. Eu achei o desfecho bem bacana, dá margem à imaginação. Espero que a Globo faça uma super produção e não corte uma só cena do livro :D

    Beijoos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas parece ser ótimo, as imagens ficaram tão lindas, meus parabéns. Além disso eu amei a resenha, ficou bem explicativa.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Desde a publicação independente do Gustavo, vejo o burburinho sobre o livro. Não é um dos gêneros que leio normalmente, confesso, mas sei o boom que está fazendo e o quanto estão gostando. Poxa, que pena que esse final não te agradou, mas com certeza não anula um bom trabalho no desenvolvimento. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não conhecia a obra, mas depois de ler a sua resenha fiquei super curiosa para ler!! Vou adicionar à minha lista de leituras! Obrigada pela dica
    Beijos

    a-lilianaraquel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Estou louca por esse livro, já li tantas criticas positivas sobre essa história que não vejo a hora de colocar minhas mãos em um exemplar e conhecer essa obra mais de perto, amo suspenses e esse tem tudo para entrar na lista de favoritos!

    bJJS

    ResponderExcluir
  12. Olá! Adorei as suas fotos! Ainda não tinha ouvido falar do livro nem do autor, mas gostei muito da sua resenha! Adoro livros com suspense, ainda mais sobre mentes criminosas e como elas funcionam, saber de onde vieram seus traumas, desejos de vingança e o que pensam, se têm arrependimento, se pensam no que estão fazendo segundos antes, etc... Então, gostei dessa trama que parece ser muito fluida, principalmente com um serial killer! Que pena que o final ainda deixou algo sem acabar, mas vou esperar ansiosamente pelo filme ou série também! Dica anotada e já estou curiosa pela leitura.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá Thaise!!!
    "o Sorriso da Hiena" é um dos livros que mais ouço falar nos últimos tempos, mas tenho que admitir não faz meu tipo e gêneros assim li apenas poucos e prefiro deixar assim.
    Uma pena o livro não ter conseguido seu coração, mas compreendo quando queremos saber mais.
    Parabéns pela resenha ^^

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo