26/04/2017

[ RESENHA ] Bom Dia, Verônica

Título: Bom dia, Verônica
Autor: Andréa Killmore
Páginas: 256
Editora: DarkSide 💀
Estrelas: 4/5
Em "Bom dia, Verônica", acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado. 
 


Olá leitores, 

💭 Uma pergunta: ultimamente tenho lido mais nacionais do que estava acostumada ou apenas me dei conta que leio muitos deles e apenas não falava sobre?

Independente da resposta estou contente com essa nova percepção e com os achados que tem passado por minhas mãos e mais feliz por ver um investimento bacana de algumas editoras nos lançamentos da Literatura Nacional, como é o caso de Bom dia, Verônica publicado pela DarkSide. Gente! Que capa linda, as cores, o trabalho de edição, o marketing. Andréa Killmore (pseudônimo usado pela autora, que por sinal tem uma história de manter a identidade oculta curiosa) está orgulhosa, certeza. 

Resultado de imagem para livro Bom dia, Verônica

Nesse suspense policial seremos apresentados à mulheres submissas, românticas incorrigíveis e hostilizadas e à Verônica Torres que não se encaixa em nenhum dos adjetivos anteriores. A secretária no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) leva uma vida que não pertence ao seu modo de agir e pensar, mas que se manteve apática quanto a isso até o dia em que Martha Campos angustiada e despachada pelo delegado se suicida no prédio da polícia e após ser vista pela Tv por Janete recebe uma ligação desesperada da mulher que afirma que seu marido é um assassino de mulheres.

"Agora ele vai ser capaz de me amar" 

Verônica se vê diante de dois casos chocantes, desacreditada pelo delegado que não quer se envolver com escândalos tão perto da aposentadoria, ela deixa que a adrenalina corra dentro de si, a ponto de iniciar uma investigação à parte de suas funções. 

Narrado do ponto de vista dessas mulheres tão opostas, Andréa nos enreda numa teia em que é difícil terminar um capítulo e não começar o outro afim de descobrir tanto o que acontece na vida da Janete quanto o que Verônica descobre sobre a vida da mulher levada a cometer o suicídio. 

Verônica é uma protagonista difícil apesar de sua força e determinação, pois também é egoísta, egocêntrica e não têm a empatia necessária para ver a situação com os olhos da vítima, nesse caso muito delicada, e seus erros (não são poucos) tem consequências cruéis. Fora que a situação dela com a família é muito estranha, porque posso estar errada, mas você não coloca dois filhos no mundo se não tem intenção de ser uma mãe para eles. Verônica Torres é heroína e vilã em sua ambição em resolver os casos rapidamente.

"Era o primeiro dia do fim da minha vida".

Janete não fica para trás, apesar da consciência das monstruosidades praticados pelo marido (e por ela também), continua a se iludir que a vida pode ser como no início do casamento, quando todas as pessoas foram afastadas dela, mas sentia-se feliz com Brandão "o marido perfeito" e só isso bastava. Falar sobre a Janete é complicado, pois ela representa tantas outras mulheres mundo afora - não literalmente porque os segredos dela fazem o estômago revirar - e o modo como ela é vista por Verônica é o modo como muitos ainda enxergam essas vítimas: Silenciosa, subjugada, fraca. Ela se oprime, mesmo quando quer se impor. Ela é corajosa para suportar a vida que leva, mas tem medo de um amanhã diferente.

Vale a pena construir e desconstruir cada personagem. 

A leitura foi fluída, mesmo com alguns deslizes. Conforme vamos descobrindo os segredos de Janete e o que está por trás do suicídio de Martha Campos fica impossível deixar pra lá. Se eu recomendo? Sim. Para todos os corações.

E por falar em coração, vamos ler conversando com ele e com nossa cabeça também. Vamos pensar no abuso e na maldade não como algo do dia -a dia, mas uma doença que deve ser erradicada por mim e por cada um de vocês. Não vamos pré julgar. O mundo já está cheio de gente assim, não seja essa pessoa.

Até mais.

15 comentários:

  1. Oi Thaise, eu não imaginaria que esse livro é nacional se não fosse a sua resenha. Adoro livros com suspense, com um crime a ser resolvido e a Dark Side arrasou nessa capa. Está linda. Mais um para a lista. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helyssa,
      Eu sempre li muitos nacionais, mas nunca me atentei a isso até começarem as polêmicas que livros nacionais não são muito bons, não vendem, blá blá bla. A Partir disso decidi frisar sempre que leio um nacional, espero que leia este e goste tanto quanto eu.

      Até mais.

      Excluir
  2. Oiii Thaise, tudo bem?
    Menina eu tenho tanta vontade de ler esse livro que você nem imagina, ainda mais sendo da darkside né, só imagino como a edição deve ser linda e rica. Dica anotada.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Morgana,
      Essa edição é divina, precisa ver a diagramação <3

      Espero que goste da leitura. Abraço!

      Excluir
  3. Eu tenho lido basicamente só nacional e te digo que cada vez me surpreendo mais com a qualidade do que estão nos oferecendo... Muito bom mesmo! E esse livro parece fantástico! Vou anotar a dica!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luisa,
      Também fico muito feliz com as leituras que faço, espero que as pessoas valorizem cada dia mais os talentos daqui, assim teremos mais acesso e vamos levar nossa literatura com mais força para o mundo <3

      Excluir
  4. Olá linda,

    Eu estou com esse livro na lista de leituras de junho e espero ser surpreendida com uma obra que vire completamente meus conceitos, porque só vejo comentários positivos para obra e principalmente para escrita da autora misteriosa do livro.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joanice,
      Espero que supere suas expectativas e seja tão bom quanto foi pra mim a realização dessa leitura :)

      Bjs

      Excluir
  5. Oi, Thaise, tudo bem?

    Sabia que é a primeira resenha desse livro que me dá vontade de ler, mesmo não sendo meu estilo de literatura. Sim, sou apaixonada por romance policial, por suspense, tenho algumas restrições com a sinopse, não sei... Acho que foi o Desaparecidas da Gerritsen que me afastou um pouco dessa literatura menos cor de rosa, mas a sua resenha me deixou com vontade de conhecer essa obra. Vou tentar.

    bjsss

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Eu quero muito ler esse livro, mas ainda não tive dimdim para esse fim haha.
    Adorei a sua resenha, me convenceu que tenho que ler!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Oiii!

    Eu não consegui ler esse livro ainda, mas tenho curiosidade. Mesmo com alguns deslizes parece ser um livro muito envolvente.
    Fiquei curiosa!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Acho essa capa fantástica! Mas a história em si não me atrai, meu estômago não é dos mais fortes e por isso evito leituras que o façam revirar, então mesmo que eu sempre veja resenhas positivas do livro prefiro não me aventurar nele.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, nem imaginava que o livro tinha essa historia, ja tinha visto a capa antes, mas nao tinha ficado interessada.
    Agora deu vontade de ler e conferir tudo o que vc falou.
    Valeu pela dica.

    ResponderExcluir
  10. Nossa! Parece ser realmente bom. No momento, não é o que estou procurando, mas vou guardar a dica para quando quiser encarar algo totalmente diferente do meu padrão. Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Apesar da aura envolvendo a identidade da Andrea Killmore (que não sabemos se e mulher mesmo) parece ser uma boa história, quem sabe eu leia em breve. Eu leio muitos nacionais, mas ainda acho que chega pouco às nossas mãos, a divulgação de obras deve ser maciça e contínua! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo