26/08/2016

[ LANÇAMENTOS ] Editora Gente





Ricos não correm atrás de dinheiro. Correm atrás de liberdade!As pessoas de classe média vivem com os mesmos princípios: gastam tudo o que ganham durante o mês para manterem um padrão de vida mais elevado do que podem ter. Como sobra pouco ou nenhum dinheiro para adquirir o “conforto”, utilizam os financiamentos dos bancos e com isso pagam juros altíssimos. Têm a falsa impressão de que estão crescendo porque possuem cada vez mais bens de consumo. Será que realmente estão progredindo? Será que o dinheiro de fato lhes traz conforto? Ou será que a classe média é cada vez mais escrava do dinheiro?O mundo atual é voltado para o consumismo. Poupar diante de tantas propagandas não é uma tarefa fácil. O resultado é que milhões de brasileiros utilizam o limite do cartão de crédito e o cheque especial para cobrir dívidas, contas em atraso e despesas da casa. Além disso, fazem empréstimos novos para quitar os antigos e, com isso, os juros vão se multiplicando.Sem conhecer as “regras do jogo”, você se preocupa em “tapar o buraco” dos juros sobre juros, das multas e outras cobranças derivadas do crédito que adquiriu. Completamente sem saída, você não vê a hora de essa situação se resolver de uma vez por todas.Então, a pergunta é: Como e por onde começar? Como sair dessa situação? Será que precisamos viver desse jeito pelo resto da vida ou podemos sair dessa situação e criar a tão sonhada liberdade financeira?Ben Zruel vai mostrar a você que viver sem precisar trabalhar todos os dias não é um sonho impossível. Com um texto acessível, Ben vai usar a sua experiência como empresário e palestrante para ensinar ao leitor um método prático e aplicável a qualquer pessoa. Construa a sua liberdade financeira, independentemente de quanto ganha por mês!

25/08/2016

[ RESENHA ] O Livro do Destino

Título: O Livro do Destino
Autor: Raphael Miguel
Editora: Chiado
Páginas: 208
Estrelas: 5/5

Livro: Cedido pela editora
O que você faria se recebesse um artefato capaz de alterar o destino de pessoas ao seu redor, interferir no futuro e destruir realidades? O que faria se um instrumento de tamanho poder caísse em suas mãos? Praticaria o bem ou o mal? Utilizaria para sanar as desgraças do mundo ou para alcançar objetivos egoístas? Tentaria salvar àqueles ao seu lado, ou salvaria apenas a si mesmo? Eric Dias é um rapaz de recém feitos dezessete anos. Pacato, vive uma vida tranquila, sem grandes preocupações. No entanto, um presente inusitado pode alterar para sempre seu destino e de todos ao seu redor. O que o rapaz fará com tal responsabilidade sobre seus jovens ombros?


Olá, caros leitores!

Estou tão animada em comentar sobre este livro, pois me surpreendi tanto com ele! Tenho que admitir que não gostei desta capa, pois apesar dela fazer bastante referência ao conteúdo da história, não a achei bonita e isso quase me causou desânimo para a leitura, mas felizmente consegui deixar o fato para lá e aceitei a proposta.

Os principais motivos que me fizeram querer ler este livro foram o título e a sinopse, que me lembraram muito a ideia de enredo do mangá Death Note, meu mangá favorito. Para quem não conhece a história de Death Note, resumidamente trata-se de um garoto que possui um caderno no qual toda pessoa cujo nome ele escreve neste caderno, morre. Recomendo muito também que leiam esse mangá, pois tem uma história bem interessante envolvendo conflitos éticos. Imagino que o próprio autor do livro deva conhecer Death Note e tenha tirado algumas inspirações de lá para escrever sua obra, mesmo que ainda assim conseguiu ser muito criativo no desenvolver de uma história totalmente própria e original neste livro.


O livro conta a história de Eric, um garoto de dezessete anos que mora com a mãe e o irmão. Tudo parecia bem em sua vida, porém alguém muito importante de sua família morre, o que causa um grande abalo em sua rotina. No entanto, este familiar escrevera um testamento antes de morrer, no qual deixava a Eric um antigo livro como herança. Com o passar do tempo, o garoto descobre que aquele livro poderia alterar o destino das pessoas sobre as quais escrevesse nele, e a partir dessa descoberta, muitas coisas começam a mudar em sua vida, inclusive com o surgimento de alguns perigos que jamais poderia imaginar.

24/08/2016

[ TAG ] Títulos

Olá pessoal!
Vamos a mais uma tag mega divertida que vi no blog Um baixinho nos livros. Não sei quem criou a tag, mas que seu criador se manifeste nos comentários para darmos devidos créditos. Bora lá?
Bom! Nem vou explicar como funciona a tag, vocês vão saber hahaahhaha.





1- O Título mais longo de um livro que você tem?
Agência de investigações holísticas dirk gently
Resultado de imagem para livro Agência de investigações holísticas dirk gently

2- O Título mais curto de um livro que você tem?
Feios

23/08/2016

[ RESENHA ] A Caçadora de Bruxos

Título: A Caçadora de Bruxos
Autora: Virginia Boecker
Páginas: 308
Editora: Galera Record
Estrelas: 4/5
Livro: Cedido em parceria com a editora
Sinopse: No mesmo estilo de Guerra dos Tronos, “A Caçadora de Bruxos” reconstrói uma Inglaterra medieval mítica, com magia e muita intriga política. Na Ânglia do século XVI, a prática da magia é ilegal e infratores são queimados nas fogueiras. Elizabeth Grey é uma das melhores caçadoras de bruxos do rei: ela localiza e captura Reformistas, rebeldes suspeitos de praticar feitiçaria para que sejam julgados e executados, conforme manda a lei. Até que, inexplicavelmente, ela é incriminada e acaba presa sob a acusação de praticar a arte que se dedicou a erradicar. A salvação, no entanto, acaba vindo na forma de seu maior inimigo: Nicholas Perevil, o mago mais poderoso e procurado de Ânglia. À medida que Elizabeth se associa aos Reformistas, suas crenças sobre a legitimidade da proibição da magia são profundamente abaladas. Ela se vê em meio a uma contenda política de proporções épicas e percebe que seus antigos aliados agora são seus inimigos mortais. Será que Elizabeth está pronta para decidir de qual lado está sua lealdade, afinal de contas?




Primeira obra que leio da autora Virginia Boecker, A Caçadora de Bruxos nos promete uma protagonista forte e corajosa, que vai vivenciar diversas aventuras, em um enredo incrivelmente instigante.

O livro nos apresenta a história de Elizabeth, uma jovem caçadora de bruxos  que trabalha junto com o seu parceiro Caleb, sendo que os dois lutam pela vigência de uma nova lei, que considera crime o uso da magia. Acontece que as coisas nem sempre foram assim, alguns anos atrás, a magia era utilizada abertamente, tanto para tratamentos, como para poções, proteção e utilização de ervas.


No entanto, alguns bruxos começaram a usar a magia para fins malignos, o que acabou resultando em uma guerra que devastou famílias. Após este marco na história, a magia foi proibida e aqueles que ousassem praticá-la seriam queimados na fogueira. Elizabeth e seu parceiro investigavam justamente os infratores da lei, afim de que os capturassem para sofrer o devido castigo.

"Não sei o que sentir. Alívio talvez; meu estigma é o que fez mim uma caçadora de bruxos".

22/08/2016

[ RESENHA ] Tijolos Poéticos

Título: Tijolos Poéticos
Autor: Leandro Israel
Editora: Autografia
Páginas: 161
Estrelas: 3/5

Livro: Cedido pelo autor

Amigo leitor, ao ler todas as mensagens e absorvê-las no interior de sua essência, não tenha dúvidas: você é um (a) proprietário (a) da obra Tijolos Poéticos. A elaboração deste livro tem o intuito de levar ao seu lindo coração, os pensamentos e sentimentos mais sublimes que alguém pode conhecer. Pensamentos e sentimentos capazes de transformar positivamente sua existência, para que seja, sobretudo, proprietário (a) de si mesmo (a). Meus profundos agradecimentos pela atenção.


Olá, caros leitores! 


Já fazia certo tempo que eu não tinha a oportunidade de comentar sobre um livro de poemas aqui, por isso fico feliz que a leitura do livro do Leandro Israel me permitiu relembrar novamente o quanto gosto deste gênero literário. Inclusive, este é um gênero que considero um pouco difícil de ser resenhado, pois nele o sentimento acaba ficando muito mais explícito do que nos demais gêneros, e isso acaba impossibilitando uma interpretação tão literal a respeito do que o autor quis dizer com aquilo. 

Tijolos Poéticos me proporcionou uma boa leitura e a reflexão sobre alguns assuntos de caráter bem pessoal, mas infelizmente também preciso comentar quais foram os incômodos que tive ao longo do livro. O principal deles foi a temática dos poemas, que acabei achando um pouco indefinida. A maioria dos textos traz verbos no imperativo, provocando a sensação de que o autor busca impulsionar o leitor para que tome atitudes que podem transformar sua vida, mas por este recurso ser usado inúmeras vezes, ele acabou se tornando um pouco repetitivo para mim. 


Gostaria que os poemas apresentassem uma temática melhor delimitada, pois infelizmente eles acabaram me parecendo muito parecidos uns com os outros devido à imprecisão dos assuntos abordados. Entretanto, nem todos os poemas têm um tema tão amplo, alguns foram mais específicos em suas abordagens, e estes foram os que eu gostei mais.
© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo