15/06/2016

[ RESENHA ] Um Amor, Um Café & Nova York

Título: Um Amor, Um Café & Nova York
Autor: Augusto Alvarenga

Páginas: 168
Editora: D'Plácido
Livro: Cortesia da D'Plácido Editora
Estrelas: 2/5
Camila sempre teve um grande sonho: viver um grande amor, como um desses de cinema. Ela só não imaginava que teria isso e muito mais, logo que conheceu Guilherme. Na véspera do aniversário de 3 anos de namoro do casal, e do aniversário de 19 anos de Camila, Guilherme surge com uma surpresa que mudaria pra sempre o romance e a vida do casal: uma viagem de um mês para Nova York. O que ele não sabia é que esse era mais um dos grandes sonhos de Camila, que vai fazer de tudo para que essa seja a melhor viagem deles. Porém, Nova York possui brilhos demais. Poderia algum deles ofuscar o do casal?



Um romance irritantemente fofo e doce! ♥


Sempre tive curiosidade em ler esse livro, a capa chamava muito minha atenção além do titulo. Gosto muito de livros que carregam no titulo o nome de algum país, e principalmente aqueles que tem como tema principal viagens a lugares que muitos sonham conhecer, então esse livro parecia perfeito para mim, mas eu preciso confessar que esperava muito mais de toda a premissa. 


Camila namora Guilherme há três anos e como presente de aniversário de namoro e também de aniversário da namorada, o rapaz resolve fazer uma mega surpresa para Camila... Uma viagem de um mês para os dois em Nova York. 

Ela sempre sonhou conhecer NY, então esse era o presente perfeito. Tudo ocorre como o planejado, o casal se despede dos amigos e família e partem para Nova York, chegando na cidade americana exatamente no dia de aniversário de namoro dos dois. 

"Tudo bem, agora é oficial: O Guilherme é a coisa mais próxima da perfeição que eu conhecia. Eu nunca seria capaz de retribuir tudo o que ele fazia por mim, mas ele parecia saber disso e não se importava. E eu simplesmente não tinha como negar. Era Nova York. E ele. O que poderia ser melhor?"

Eles se divertem como qualquer turista, mas quando o dia de voltar para o Brasil vai chegando, Camila resolve fazer uma surpresa para o namorado, cantar em um restaurante, e no final da noite Camila recebe uma proposta que pode mudar completamente sua vida e comprometer seu namoro com Guilherme, será que ela aceitar?. 



Não posso falar o que acontece depois, pois não teria graça alguma ler o livro depois, já que esse é o clímax da estória, algo que demorou muito para acontecer. Na minha opinião o autor se aprofundou muito em detalhes desnecessários como descrever muitas coisas sem importância que o casal fez em Nova York, isso cansou um pouco. 

"Nova York só ficava melhor. Eu estava em uma montanha russa de emoções e a única coisa que eu não queria fazer era descer dali. Nunca."

Os personagens principais são bem fictícios mesmo e imaturos (minha opinião), Guilherme perfeito ao extremo. Camila me deixou irritada diversas vezes tanto que senti vontade de dar uns tapas nela em alguns momentos, principalmente pelo fato dela colocar Guilherme em um altar supremo e o idolatrá-lo tanto, fazendo papel de boba, infantil, insegura, ingênua e etc. 



A escrita do autor é bem simples, mas o que gostei foi o fato dele ter investido em muitos diálogos no livro, isso fez com que a leitura fluísse muito bem. O livro é narrado em primeira pessoa por Camila e dividido em 3 partes, algo que particularmente eu curto. 

A diagramação me agradou muito e preciso elogiar a editora pelo ótimo trabalho. Embora eu não curta livros com páginas brancas não tive nenhuma dificuldade em ler este, pois a fonte está em um ótimo tamanho, com espaçamentos perfeitos e não encontrei erro na minha edição. Capítulos curtos e com diferentes desenhos fofos. E nem preciso dizer que a capa é linda né¿ Outra coisa que gosto no livro são as citações de trechos de músicas no inicio de cada capítulos e algumas referencias de filmes e músicas durante a estória. 

Um livro para ser lido em uma tarde, para passar o tempo. Estou lendo o segundo volume e espero que a estória melhore e os personagens amadureçam. 

Para quem curte um romance leve, doce, muuuuito doce, com referencia de música e curte livros que descrevem viagens a um outro país, recomendo o livro.

13/06/2016

[ RESENHA] Marianas: A Civilização dos Sonhos

Título do Livro: Marianas: A Civilização dos Sonhos
Autor: E. Chérri Filho
Páginas: 192
Editora: Giostri
Estrelas:   3/5
Livro: Cedido pelo Autor

O extraordinário amor entre um homem e uma sereia nasce e enfrenta grandes dificuldades em meio à disputa de poder no fundo dos mares, numa civilização amiga cuja existência é negada ou escondida pelos livros de História. Jeremy e Licia operam um no outro grandes transformações de pensamentos e sentimentos, em razão do que vivem, inusitado, intenso e sincero. Embarque com eles nesta viagem da qual certamente você não voltará o mesmo.





Hey leitores!

Tudo bem com vocês? Para hoje trago uma fantasia nacional mesclada com romance e muitas reviravoltas surpreendentes!

Marianas: a civilização dos sonhos nos leva a conhecer primeiramente Jeremy, um notório cientista e sonhador, que sempre acreditou na possibilidade de ter mais no fundo dos oceanos do que acreditamos saber, como as utópicas sereias.


“Mas sua meta estava traçada e nada poderia impedir o “caçador de raridades marinhas” de encontrar-se, no seu destino, como a “civilização dos sonhos”.


A trama se inicia quando Jeremy parte rumo as Ilhas Marianas, onde já haviam sido encontradas várias carcaças de seres meio peixes, meio humanos. Suas pesquisas patrocinadas por Renato Franchi, seu amigo mais próximo, que acredita nas mesmas coisas que Jeremy crê.

Certa noite, Jeremy mergulha bem mais do que deveria, acabando por ficar inconsciente e sendo salvo pela bela ariata azul, Licia, por quem acaba se apaixonando.

“-[...]. Você era um estranho completo, mas naquele momento eu daria minha vida pela sua, se fosse preciso. E eu entendo quando diz que finalmente encontrou o que sempre buscou porque meu coração diz o mesmo. ” –Licia.
Ele acorda numa espécie de redoma de oxigênio e mal de acreditar que está no lugar que sempre acreditou existir, a civilização dos sonhos. Lá Jeremy se vê um tanto confuso, mas também encantado com esse novo mundo aquático e seus habitantes com seu estilo de vida puro. Fica bastante abalado quando percebe que nem tudo é só beleza e alegria, existe também o mal nos oceanos.


“A cidade dos sonhos seria um exemplo de cidadania e humanidade, como um Éden. ”

No começo, Jeremy passa por todo um processo de aceitação, pois o fato de Licia ter trago um humano para a civilização é uma infração punida com morte, mas ela é absorvida por diversas razões, uma delas é o fato dela ser uma líder ariata muito respeitada e irmã do tritão Gléssios, um grande líder.


“-[...]. Portanto, com todo respeito que tenho por esta corte, se eu tiver de ser perdoada, peço que perdoem por colocar o amor acima da lei. ” –Licia.

Os ariatas azuis são extremamente amorosos e protetores com qualquer ser, mas existe os ariatas vermelhos, que são cruéis, e autodenominados “vermes”. Liderados pelo vingativo Zorguin, um ariata que sempre nutriu uma paixão insana por Licia e uma ambição frenética pela dominação tanto os oceanos como da terra firme. Ele recebe ajuda do filho do deus do mar (Netuno), Nabor, que se perdeu dos ensinamentos do pai.


“Todos os lideres mortos. Uma cidade totalmente devastada pelo ódio. A inveja de um líder perdido em seus devaneios. Conquistou a morte e a destruição. ”




O livro é narrado na terceira pessoa, nos dando uma visão completa do ponto de vista de alguns personagens, e a escrita é fácil e boa de ser apreciada. Algo que me incomodou durante a leitura foi a ausência da numeração das páginas, me deixando sem uma noção de orientação. Demorei um pouco para ler, apesar de ser um livro curto, pois não me senti muito envolvida com a trama. No primeiro momento, achei o romance entre Licia e Jeremy um pouco meloso e repetindo demais. Porém, os personagens logo são arrastados para situações perturbadoras, prendendo assim minha atenção.


“A vida nos conserva o bem e nos brinda com mal. Basta recebermos ambos da mesma forma com que as coisas da vida passam. O tempo tende a curar o bem e registrar o mal. S ferida aberta vai cicatrizar na esperança. ”


A capa é incrível. Tem um ar de mistério que atrai curiosos, como eu. 



“O tempo parecia andar para trás. Um segundo à espera de Licia era uma eternidade."


Eu já li outros livros cujo o tema central eram as sereias, porém o escritor Chérri Filho abordou o assunto de um modo diferente, puxando mais para o amor e a guerra, o que eu gostei. Recomendo essa leitura para os apreciadores de mistério e seres mitológicos, como as sereias.


“-Minha alma segue engarrafada em você e para você, as ondas do oceano e o tempo irão te encontrar para mim”. –Jeremy.
© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo