13/03/2015

[PARCERIA] Daniele Fleur & Hellen Pimentel


Olá pessoas!!!
Hoje vim trazer mais um post de parcerias para vocês. Eu estou muito feliz e quero compartilhar minha felicidade com vocês. Fechei parceria essa semana com a Hellen e com a Dani, elas são lindas né? Vamos conhecer o trabalho delas?

Daniele Fleur
Nascida em São Paulo, sua paixão por literatura e musica começou desde cedo. Escreveu a primeira versão de Amor e Ordem em apenas um dia quando tinha 15 anos, em um dia qualquer acabou queimando o manuscrito, mas se dedicou á escrever poemas e composições. Com 18 anos iniciou suas aulas de musica, fazendo aulas de canto popular e lírico. Em 2009 foi figurante de um curta metragem Brasileiro chamado, Desalmados. Em 2010 os personagens ressurgiram em sua mente e em 2013 decidiu voltar a reescrever o primeiro Romance novamente. Adora fotografia, e em seu tempo livre adora estudar Historia, Física quântica e pintar quadros.

FACEBOOK/ FANPAGE/ E-MAIL: dan-lolita@hotmail.com


John Peter é um alemão que vive em São Paulo. Com os ensinamentos deturpados de seu avô Hans, que foi General da SS de Hitler, John se tornou líder de um grupo de skinheads neonazistas, tornando-se agressivo e cego pelas suas próprias doutrinas. Ao qual sai com seu grupo, espalhando violência pela cidade, pregando ódio e machucando a todos que atravessam o seu caminho; entretanto, tudo isso muda quando ele conhece Celenna, uma garota negra, e se apaixona por ela perdidamente. John tenta negar este amor a si mesmo a todo tempo, mas também começa a questionar coisas, vindo a pensar de um jeito diferente. Entretanto seus amigos começam a notar mudanças em seu comportamento e Celenna tem que enfrentar as dificuldades e adversidades que imperam entre a razão e o coração, vindo a sentir a discriminação por sua cor de pele. Entre esse amor há muitas barreiras. Mas o amor será capaz de uni-los, levando-os a lutar contra o preconceito, incluindo os deles próprios?

Hellen H. Pimentel

Hellen Pimentel nasceu e foi criada no Rio de Janeiro; São João de Meriti. Sem nenhum histórico da literatura em sua infância, Hellen começou a escrever seu primeiro romance juvenil aos 11 anos de idade, quando leu um livro pela primeira vez, e momentaneamente, nasceu dentro de si o gosto pela escrita, desde então, não parou mais de escrever. Com grandes sonhos para uma garota pequena, Hellen começou a correr atrás de editoras, para que tivesse seu sonho realizado: ter seu livro nas livrarias. Mas, não era tão fácil quanto imaginava. Com seus 13 nos, finalizou o primeiro livro e decidiu continuar com uma série. Em menos de um ano, finalizou o segundo e, enfim, aos 15 anos de idade, conseguiu ter seu sonho realizado pela Modo Editora Tradicional, que abraçou seu livro e o acolheu para a literatura brasileira. Com o Despertar lançado, Hellen prossegue com sua série de livros e milhares de projetos futuros.


FACEBOOK/ E-MAIL: hellenpimentel7@gmail.com



Sinopse: Ela é louca, temperamental, de lua, agitada e quieta. Fala muito e às vezes não fala nada. Fica com raiva de você sem motivos nenhum, e muito grata pelo mesmo.Não ligue se ela sumir por algumas semanas. É normal. Ela desaparece do nada, mas sempre volta, não importa quanto tempo. É um anjo e um demônio dentro de uma só menina. Sabe tudo sobre a sua vida, mas você não sabe NADA sobre ela. Você se apaixona por ela no primeiro instante que a vê. E então você cometeu o maior erro da sua vida. 

Resumo: Matheus se inscreve para a faculdade a estados de distância da sua cidade pequena e pacata, somente pela vontade de viver alguma coisa mais agitada que uma festa que resume seus três colegas mais chatos. Ao passar, ele não hesita em comprar as passagens e ir. Ao chegar no Campus, se depara com uma vida totalmente diferente, e também com Natasha. Natasha é meu primeiro livro escrito na visão de um menino, e carrega um romance leve e completo sobre a transformação da vida de um garoto e as descobertas



Trecho: É nessa hora que me pergunto se o nome da Vodka 'Natasha' foi dado em homenagem à essa menina. Como é possível uma garrafa ter tanto poder? Como é possível ela ter tanto controle sobre mim, sem nem mesmo querer? Então achei mais do que justo a vodka ter seu nome. Achei totalmente significativo essa comparação. Porque, assim como a vodka, Natasha desce ardendo, queimando, corroendo. Mas eu não quero parar de tomá-la de jeito nenhum, e amo o torpor em que me deixa...

E aí? Gostaram? Então deixe sua resposta nos comentários.
Beijinhos e até a próxima.

6 comentários:

  1. Nossa! São lindas as obras...
    Parabéns pela parceria. :D

    Sucesso! Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelas parcerias! É sempre bons novos parceiros no blog! Achei os livros bem interessantes e as capas lindas. Beijos!

    http://alguns-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. @Marcio Silva
    Oii Marcio.
    Obrigada, desejo sucesso para vc tmbm
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. @Wandressa Oiiii
    Obrigada. Os livros são lindos mesmo né?
    Volte sempre
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá! Parabéns pelas parcerias, beijos!
    htpp://cafeliterari-o.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá!
Seja bem vindo ao Coleções Literárias. Sinta-se a vontade para deixar seu comentário.
Siga o blog também, seremos imensamente gratos.
CONTATO: colecoesliterarias@gmail.com
Beijos

© Coleções Literárias ♥ - Todos os direitos reservados - 2016 ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo